top of page
RUA SANTA RITA_edited.png

Rua Santa Rita 

           A imagem apresentada é um das telas do Sr. Guigui. Retrata a Rua Santa Rita, uma das ruas com menor extensão da cidade. A rua tem início na Praça da República e finda no Córrego Trindade, com apenas um quarteirão. Muito movimentada e com comércio ativo. Esse logradouro abriga o Museu Major Militão Pereira de Almeida, onde estão expostas as pinturas do Sr. Guigui e uma grande parte de fontes históricas da cidade de Itumbiara. Com o nome da Padroeira da cidade, a rua Santa Rita sempre foi ponto de referência em Itumbiara. Assim como outras ruas da cidade, registram-se marcantes acontecimentos em seus arredores. Até a década de 1980, os comerciantes da rua  sofriam e muito com as constantes cheias do Córrego Trindade que ameaçava os negócios locais com grandes prejuízos.

 

Rua Santa Rita na pintura do Sr. Guigui

 

A tela pintada pelo Sr. Guigui não está datada e é a reprodução de uma fotografia feita na primeira metade do século XX. A tela nos apresenta algumas informações sobre as características locais de Itumbiara da época da fotografia. Assim como nos dias atuais, a Rua Santa Rita iniciava-se onde está localizada a Praça da República atualmente e findava no Córrego Trindade. Nota-se na imagem que a rua não tinha calçamento, o que contrasta com a presença de calçada e meio-fio. Pode-se observar na imagem a presença de uma bomba de gasolina (o que na imagem se parece com um poste de iluminação). Os estabelecimentos comerciais representados remetem a ideia de que o comércio local era vívido na cidade, uma vez há a presença de lojas, uma em frente a outra. As lojas denominadas Bazar do Mozart e Casa Goiana ocupavam hoje o espaço das Lojas Eletrosson e a Farmácia DrogaRede.

Ao observarmos a pintura podemos perceber as transformações dessa área da cidade de Itumbiara, e rememoramos fatos, pessoas e lugares conectados com essa época e local. Ao olhar para esta tela do Sr. Guigui, do que você se lembra? Que memórias são avivadas por estas imagens? Há algo mais na tela que chama sua atenção? Que outras informações sobe a cidade de Itumbiara despertadas por esta obra, não foram mencionadas? Compartilhe conosco. Você pode comentar nesta página ou enviar um email para historiadeitumbiaraemtelas@gmail.com .

 

 

 

 

bottom of page